Fonte de refresco e de brigas: 8 dicas para lidar com o ar-condicionado no ambiente de trabalho


Foto: Divulgação / Divulgação / Divulgação


Alguns profissionais admitiram, em pesquisa realizada por um site de carreiras, que chegaram a alterar a temperatura do aparelho quando ninguém estava vendo

Presente na maioria dos escritórios, o ar-condicionado serve para climatizar repartições mundo afora — mas também acaba sendo uma fonte de conflitos. Há quem não suporte temperaturas mais baixas, à medida em que outros alegam que o ambiente está um forno. 

Por que mulheres sentem mais frio que homens no trabalho?  

Nos Estados Unidos, uma pesquisa do site CareerBuilder mostra que o clima no local de trabalho já provocou discussões com colegas para um a cada cinco trabalhadores entrevistados. Há até quem não conte que mexeu no aparelho: 18% admitiram já ter mudado a temperatura quando ninguém estava vendo.

A briga se dá em função de os profissionais perceberem que a temperatura pode afetar sua eficácia no trabalho. Segundo o levantamento, 53% dos entrevistados afirmam serem menos produtivos quando trabalham um local muito frio, enquanto 71% dizem sentir o mesmo incômodo, porém, quando atuam em um lugar quente demais.


Para evitar que a disputa pela temperatura no escritório acabe em briga, confira oito dicas de etiqueta para usar o ar-condicionado no trabalho. 


1. Se o ambiente estiver muito frio, antes de mexer no aparelho e reclamar em voz alta, pergunte para seus colegas se eles concordam com a alteração da temperatura. 

2. Caso o direcionamento do vento esteja voltado para a sua mesa, tente fazer a modificação nas aletas do aparelho ou então mudar a mesa de lugar. Se os móveis forem embutidos ou for impossível, converse com seu chefe ou algum colega mais calorento para trocarem de lugar. A grande maioria dos problemas é resolvida com uma boa conversa.

3. Lembre-se que, em locais de trabalho, o bem estar comum é mais importante que o individual. Por isso, leve um casaquinho ou agasalho para a empresa. Se for o caso, deixe-o permanentemente no escritório. Contra o frio, existem alternativas. Já quando se trata de calor, não temos escolhas.

4. Se o clima externo estiver ameno, utilize a ventilação média ou mínima no condicionador de ar. Isto reduz ruídos, conflitos, gastos e desconfortos. 

5. Quando existir discussões sobre o clima no escritório, explique para o grupo sobre os riscos da Síndrome do Edifício Doente. Estas doenças atacam cada vez mais pessoas em diferentes partes do mundo. E geralmente não observamos sintomas.

6. Sugira a limpeza dos filtros e higienização da serpentina dos aparelhos, sempre. Existem leis que amparam estas práticas.

7. Se o problema for a secura dos olhos ou vias nasais, inclua um umidificador ou ionizador para trabalhar junto com o ar-condicionado no setor e veja a diferença positiva que isto causa no grupo.

8. Tenha em mente que o calor diminui a produtividade do grupo e causa sonolência. A resolução número 9 da Anvisa defende 23°C para o conforto térmico.

Fonteportal WebArCondicionado


Últimas Notícias